Viver em Suíça: Informação e conselho on-line  

Retornar ao país de origem

Caso você deseje passar o entardecer da vida em seu país de origem, então você deve preparar a volta com antecedência e cuidado. Para isto você recebe auxílio dos postos de serviços para estrangeiros, das associações de estrangeiros e dos consulados.

Esclareça-se exatamente sobre as consequências financeiras. Leve em conta que, mesmo depois de muitos anos vivendo na Suíça, ao retornar ao seu país de origem, você perde a permissão de estadia ou residência. Isso é importante principalmente para pessoas que não fazem parte dos países da UE/AELC.

Seguros sociais

Se voltar para o seu país de origem você tem direito às suas contribuições feitas para o instituto da seguridade social AHV/IV e para a previdência profissional BVG. O formulário de cadastro para aposentadorias AHV pode ser encontrado na página do instituto previdenciário AHV/IV. O seu empregador deverá lhe prestar as informações relativas a previdência profissional.

O levantamento das aposentadorias AHV por cidadãos oriundos de países da UE/AELC é regulamentado pelo acordo bilateral sobre a livre circulação de pessoas. Dê uma olhada na plataforma de informações “segurança social Suíça-UE”.

Se o seu país de origem tiver um acordo de equivalência do seguro social com a Suíça, então você pode fazer o levantamento das aposentadorias AHV no seu país. Fala-se aqui de Chile, Israel, Canadá, Croácia, Macedônia, Filipinas, São Marino, Eslováquia, Eslovênia, República Tcheca, Turquia, Hungria, USA e Chipre.

Se o seu país de origem não tiver um acordo de equivalência do seguro social com a Suíça, não lhe serão pagas quaisquer aposentadorias AHV, quando você retornar ao seu país de origem. Você pode requerer, no entanto, o recebimento das contribuições pagas, sem juros, a título de capital.

Atenção
O pedido de levantamento tem que ser feito até no máximo 5 anos após a sua aposentadoria/reforma. Os proventos de aposentadoria/reforma que já tiverem sido pagos na Suíça serão descontados.

Para a previdência profissional (BVG), os acordo de equivalência do seguro socialnão têm nenhum papel relevante. As pensões podem ser sacadas conforme as regras do respectivo caixa. Informe-se com o seu empregador e leia atentamente o regulamento do caixa de pensão.

No que diz respeito ao terceiro pilar, a previdência privada, as condições contratualmente fixadas é que definem o que acontece em caso de retorno ao país de origem. Contacte aqui o agente com quem você firmou o contrato referente à sua previdência privada.

Formalidades no retorno ao país de origem

As autoridades cantonais de migração dão informações sobre as formalidades a serem observadas em caso de retorno ao país de origem. Para pessoas de países integrantes da UE/AELC valem as regras do acordo bilateral sobre a livre circulação de pessoas.

Descadastramento

Se você pretende deixar a Suíça e voltar ao seu país de origem, você tem o dever de se descadastrar junto ao setor de controle de habitantes do seu município de domicílio. O seu locador também tem que informar o setor de controle de moradores acerca da sua saída do país.

Efeitos sobre as permissões de estadia e residência

Com um descadastramento definitivo junto ao setor de controle de habitantes do seu município de domicílio, respectivamente junto da autoridade competente de migração, você perde sua permissão de estadia ou residência na Suíça. Se você voltar para a Suíça mais tarde, com a intenção de nela permanecer por um longo período, então você terá que requerer uma nova permissão de estadia.

Cidadãos da UE, que se mudam para o exterior, detêm o direito de retorno.

Para cidadãos não oriundos da UE dissolve-se a permissão de estadia ou residência com o descadastramento ou em casos em que eles permaneçam mais do que seis meses no exterior. Eles não têm o direito de retorno.

Recomendação
Cidadãos de países terceiros, já próximos da idade para se aposentar/reformar, devem ser muito cautelosos em casos de retorno ao país de origem. Faça um teste durante seis meses a fio, para verificar se você consegue se estabelecer novamente em seu país de origem. Estrangeiros com uma permissão de residência ainda podem, antes do decurso de seis meses, fazer um requerimento, de forma que a permissão de residência ainda lhe possa ser mantida durante dois anos.

Links relacionados :

Menu principal